Veja como foi a Legend Uphill Ultra Marathon

Neste sábado (23), aconteceu em Maceió a Legend Uphill Ultra Marathon 50k, uma ultramaratona com um percurso diferenciado e desafiador e que pôs à prova a capacidade de superação de mais de 230 atletas de Alagoas e de fora do estado, que participaram nas categorias Solo, Dupla, Trio e Quarteto.

Com um percurso de 50 Km, a prova teve início no Benedito Bentes (Ginásio do Colégio Fantástico) e foi em direção à Usina Cachoeira do Mirim e seguindo a pista que dá acesso ao município de São Luiz do Quitunde, voltando depois ao ponto de partida. Ao longo da prova, os atletas enfrentaram 24 ladeiras, 16 km de subidas e descidas e 34 km no plano, além da chuva na ida e muito calor na volta.
Para amenizar as dificuldades da prova, os corredores contaram com as paisagens deslumbrantes, o cheiro da natureza e o companheirismo e entreajuda entre os atletas e equipes que é característico em provas deste tipo.

O grande vencedor da categoria Solo foi o arapiraquense Pedro Daniel Lins, da equipe Fabrízio Borsato, que completou os 50 km em 4 horas e 20 minutos. Em segundo lugar, a apenas 1’30” do campeão, ficou o atleta Daniel Monteiro da equipe Asas Ao Vento e em terceiro lugar, com o tempo de 4 horas e meia, o ultraman Josemar Alves.

Daniel Monteiro, Pedro Lins e Josemar Alves (Foto: Nichollas Paes)

No feminino, a grande campeã foi Érika Paixão, da equipe Rasga Mattus de Maceió, seguida de Ângela Pinheiro da equipe Alagoas Running.

Confira AQUI os resultados oficiais da Legend Uphill Ultra Maraton 50k

Segundo os atletas que participaram desta ultramaratona, a organização foi perfeita: desde o Congresso Técnico, a largada pontual, prova muito bem apoiada por policiais da Rádio Patrulha e Rocam dando total segurança aos participantes, percurso excelente e uma ótima estrutura pós-prova.

De volta em 2018 e 2019

Pedro Paes e Flora Paes, da Organização da Legend (Foto: Maivan Fernandez)

Segundo o organizador, Pedro Paes, “a Legend é um projeto criado para corredores que querem superar seus limites num percurso inovador, que em 2018 terá 70 km e em 2019, 90 km. Quem participar nos três anos consecutivos entrará para a elite das LENDAS das ultramaratonas. A prova foi um sucesso absoluto em todos os sentidos. Como organizador, estou bastante feliz por tudo.”

E a edição de 2018 já tem data marcada: 29 de setembro!
Informaremos aqui no Corrida Online assim que abrirem as inscrições.

.

Depoimentos de Atletas que participaram da Legend 2017:

“Neste ano corri minha 1ª Maratona em São Paulo (3:38’30”), mas mesmo assim decidi que até o final do ano iria correr uma ultra. Daí surgiu a Legend como um grande desafio e resolvi encarar. Vi algumas publicações sobre o percurso e da galera que iria participar. Encarar novos desafios é o que me motiva. Daí a prova já começou bem. Horário marcado coisa difícil de acontecer em algumas provas. Percurso duro porém muito bom para se correr. Só pensava em dar o meu melhor na prova. Ainda tive que parar na subida da usina. A natureza me chamou 💩😂😂😂😂!
Até o km 25 nem imaginava que eu era o 1º colocado no solo. E até porque sabia que tinha grandes atletas lá bem mais experientes. Em outubro irá fazer dois anos que comecei a correr. E segui num só pensamento: “vou dar o melhor de mim e no final vamos ver no que dá”.
Fui tranquilo na corrida e para minha surpresa consegui baixar 2 min o meu tempo da maratona num percurso desafiador como aquele. Tenho que agradecer a todos que ali estavam passando a maior energia e dando o maior incentivo. Muito show e sem falar que a segurança que foi feita para a prova foi fantástica.”
(Pedro Lins, Campeão Solo Masculino)

Pedro Lins, Campeão Solo Masculino (Foto: Nichollas Paes)

.

“Eu queria muito participar desta corrida na categoria solo, desde o início da divulgação. Contudo, por ter me inscrito em muitas este ano, não tinha como fazer a inscrição dela.
Só que 2 dias antes da prova, uma amiga da minha equipe de Trekking Rasga Mattus mandou uma mensagem dizendo que um amigo de um dos integrantes da nossa equipe, desistiu do solo. Nisto ela lembrou de mim e me chamou. Claro que eu topei na hora.
Quanto à corrida, foi desafiadora! A Legend, até então, foi a prova mais difícil que eu já fiz em toda a minha vida! Um percurso sem igual! Muitas ladeiras íngremes e inclinadas que foram  obstáculos durante a realização da prova. Durante o percurso em todas as provas, eu sempre observo a natureza e fico maravilhada com a grandeza de Deus. Não foi diferente com a Legend. Amei o apoio das outras equipes, as palavras de incentivo; foram imprescindíveis para que eu concluísse. Caminhei em algumas ladeiras, já que não treinei em específico para subi-las. Enfim, foi um desafio que ficará marcado na minha existência, não só como atleta, mas como ser humano.”
(Érika Paixão, Campeã Solo Feminino)

Érika Paixão, Campeã Solo Feminino (Foto: Nichollas Paes)

.

“A Legend Uphill Ultra Marathon 50k foi uma prova extremamente desafiadora e difícil por ter no trajeto várias ladeiras íngremes que exigiam do corredor um preparo e uma experiência. Gostaria de ter feito solo, pois adoro corridas de longas distâncias, já participei de várias, mas há menos de um ano fiz artroscopia e preferi ir em dupla. A organização da prova foi perfeita. Gostei muito de ter participado!!” (Anelise Andion, da Equipe Campeã na Categoria Dupla Feminina)

Anelise Andion e Ana Lima, Campeãs Dupla Feminina (Foto: Nichollas Paes)

.

“Legend Uphill Ultra Marathon, uma corrida com uma altimetria desafiadora, onde se derramou muito suor e lágrimas, vi muitas expressões de dor, cãibra, mas nada foi maior que a solidariedade e companheirismo distribuído entre os atletas/equipes. Parabéns a todos os envolvidos neste belíssimo evento.” (Marcondes Lyra, da Equipe Campeã na Categoria Trio Misto)

Marcelo Victor, Sandra Lyra e Marcondes Lyra, Campeões Trio Misto (Foto: Nichollas Paes)

.

“As condições estavam perfeitas! O clima, a estrutura e aquela energia que só uma ultramaratona pode proporcionar. A prova toda tivemos a sensação de felicidade em estar fazendo parte de um grande evento e uma prova inesquecível. E, realmente, foi inesquecível! Que venha a próxima LEGEND 2018 – 70km!” (Sidarta Tenório, da Equipe Campeã na Categoria Quarteto Masculino)

Sidarta Tenório, Clebson “Super-Homem”, Laércio Alves e Cícero Ivo, Campeões Quarteto Masculino (Foto: Nichollas Paes)

.

“A LEGEND foi para mim uma das maiores experiências já vivida. O percurso desafiador me fez descobrir o quanto é necessário disciplina de treino e determinação. A organização do evento foi maravilhosa, sobretudo nos garantindo segurança em todo percurso. A interação dos participantes também merece destaque, tendo em vista a positividade do incentivo dado uns aos outros. A LEGEND fez história!” (Joseana Souza, da Equipe Campeã na Categoria Quarteto Misto)

Carlos Uema, Luciano Carnaúba, Joseana Souza e Flávio Santos, Campeões Quarteto Misto (Foto: Nichollas Paes)

.

“Foi uma experiência excepcional por conta do nível de dificuldade e por que ela exigia estratégia e que eu e o meu parceiro Thiago teríamos que estabelecer para concluí-la, pois o nosso objetivo era concluir bem, sem dores e sem quebrar ao chegarmos. E era uma oportunidade de testarmos o resultado dos treinos elaborados por nosso técnico, o André Milani da percurso livre.
Que para nossa surpresa conseguimos correr melhor do que nós tínhamos proposto, como resultado conseguimos a façanha de conquistar o primeiro lugar das duplas com uma folga muito considerável em relação as outras duplas e algumas outras equipes com formação diferente.
As subidas realmente foram uma dificuldade, é um grande desafio dessa prova, mas graças aos treinos e a nossa estratégia de apoio constante fomos sabendo quando era o momento de exigir um ritmo mais forte e um ritmo mais leve. O bom humor pra motivarmos um ao outro durante o trajeto foi fundamental para terminarmos bem esse desafio.
Mas sem treino individualizado conseguir o que alcançamos acredito que não seria possível.” (Iata Pitanga, da Equipe Campeã na Categoria Dupla Masculina)

Iata Pitanga e Thiago Gomes, Campeões Dupla Masculina (Foto: Nichollas Paes)

.

“Foi uma prova especial. Comecei a correr há 2 anos, e logo iniciei nas corridas de rua. Eu e meu esposo gostamos de correr juntos lado a lado as longas distâncias. Nas provas curtas cada um vai no seu ritmo. Mas a ultra é especial. O momento em que eu fiz o meu melhor e ele também. Foi uma vitória nossa. Tinhamos a intenção de concluir e quando percebi que estávamos em primeiro na quarta e última etapa vibrava e queria correr aquela última perna ao lado do Alcides.
A minha preparação dedico às orientações do Coach Eder Aleixo. Manter o ritmo, se conhecer, saber qual é a sua previsão de tempo final faz com que consiga concluir o objetivo e fazer o seu melhor naquele dia.” (Seone Araújo, da Equipe Campeã na Categoria Dupla Mista)

Alcides Barbosa e Seone Araújo, Campeões Dupla Mista (Foto: Nichollas Paes)
Diogo Felinto, Ronaldo Brito e Alysson Lima, Campeões Trio Masculino (Foto: Nichollas Paes)
Julle Pereira, Tatiana Fernandes e Patrícia Carvalho, Campeãs Trio Feminino (Foto: Nichollas Paes)
Izadora, Larissa, Daisa e Maria, Campeãs Quarteto Feminino (Foto: Nichollas Paes)

.

Fonte: Corrida Online

Posted on 26/09/2017 in Notícias

Share the Story

Back to Top